Resumo

O projeto visa:

- socializar (com estudos de caso reconstruídos para fins educativos) alunos e professores de escolas profissionais com a tecnologia dos drones, concebendo a sua integração com os programas curriculares STEM como abordagem orientada ao professor;
- co-conceber com as empresas ambientes de trabalho inovadores, desenvolvendo os recursos necessários para uma WBL (Work based learning) aberta e transferível para a realização de um projeto de trabalho "liderado pelos alunos", em resposta aos desafios da aplicação da tecnologia dos drones;
- promover entre os alunos, numa lógica de gamificação para desenvolver o empreendedorismo, uma competição de ideias para o desenho, desenvolvimento e implementação de novas aplicações / utilização de drones.

 

Atualmente, 90% dos postos de trabalho da UE exigem competências técnicas: até 2018, a procura de recursos STEM crescerá 8%, enquanto a média dos empregos crescerá apenas 3%; Até 2020 haverá um défice de 825.000 recursos com competências tecnológicas; Em 2025, devido ao volume de negócios, 7 milhões de empregos que exigem habilidades STEM estarão disponíveis. Enquanto a estratégia ET 2020 espera que o benchmark não ultrapasse os 15% de estudantes com menos de 15 anos com baixos resultados em matemática e ciências, os dados revelam já 22% em 2015 (36,6% para estudantes em condições socioeconômicas desfavoráveis).
Além disso, existe uma forte disparidade entre os sexos: apenas 32,1% dos diplomados da UE-27 nas disciplinas STEM são mulheres.
Os drones são adequados para promover experiências de aprendizagem profissional com base na prática experiencial, numa abordagem interdisciplinar, em resposta às necessidades de desenvolvimento de habilidades profissionais relacionadas com tecnologias-chave da era digital e habilidades disciplinares STEM: engenharia para a resolução de questões de design, Manutenção de aeronaves leves, construídas com materiais avançados que permitam o voo de acordo com os regulamentos aplicáveis; Matemática (de trigonometria para definir o plano de voo, para modelação 3D através da nuvem de pontos para cálculos volumétricos e sensoriamento remoto); As ciências físicas e naturais para compreender plenamente os campos de aplicação da tecnologia.

 

O projeto envolve uma escola secundária profissional e uma instituição orientada para as empresas / tecnologia em cada país, considerando os países com urgência semelhante para resolver um problema de sub-desempenho e desinteresse com os sujeitos de STEM (cfr. Eurydice 2013) e com condições / perspetivas homogéneas de desenvolvimento da tecnologia dos drones (ver "Painel de Avaliação da União da Inovação, 2015").

 

Os resultados esperados consumam-se, na realização de IOs, uma sequência lógica de industrialização passando das condições habilitadoras para a ativação dos drones (1- desenho / montagem do UAV, 2- estudo de como usar os dados no solo 3 - realização dos dispositivos a instalar a bordo), à ativação real da tecnologia (4 - estudo dos planos de voo) e, finalmente, ao teste dos problemas de aplicação (5 - aperfeiçoamento dos campos de comercialização).

 

A realização de cada uma das primeiras 5 IO é dividida em três macro atividades:

1) DESIGN
2) TESTE
3) LANÇAMENTO

 

O concurso de ideias (IO 6) permite que os alunos / professores / especialistas em negócios explorem campos inovadores de aplicação, utilizando a metodologia de "gamificação" para estimular o envolvimento.
A metodologia do WBL a ser adotada para a implementação do IO pretende ser um teste ativo do conteúdo da disciplina, referindo-se a um tipo de "aprender fazendo" no qual são dados aos alunos: um processo de trabalho, ferramentas - quer materiais (tecnologia) quer intangíveis (informação, procedimentos), um OBJETO de aplicação e um RESULTADO para obter, sendo colocados em RELAÇÕES especificamente definidas.

 

As escola profissionais envolvidas serão capazes de expandir a sua oferta de formação e aumentar o interesse entre a "geração digital" para as disciplinas STEM; Os alunos serão capazes de aumentar a motivação para a formação contínua, particularmente científica (mesmo superando a diferença de género) e aumentar a sua empregabilidade; As instituições de negócios / tecnológicas poderão tirar proveito da conexão com as novas gerações de trabalhadores e explorar o potencial das inovadores aplicações e utilizações dos drones.

 

Impactos: aumentar a sensibilização dos professores das escolas profissionais para o potencial pedagógico da WBL; Desenvolver nos alunos das escolas profissionais (especialmente alunos com baixos rendimentos) a motivação para estudar disciplinas de STEM e encorajar a empregabilidade, mesmo de forma empreendedora; Aproveitar o enorme potencial do desenvolvimento do mercado de aviões não tripulados: fontes da UE dizem que existirá um mercado de cerca de 15 mil milhões de euros nos próximos 10 anos no nosso continente e, globalmente, de 130 mil milhões de dólares. Todo o projeto de IO será lançado como OER.

SOCIAL MEDIA

  • Facebook Social Icon

CONTACT

PROGRAMME